29/04/2011

Veludo Branco (RR) no Blues Explosion Festival



Cesar Matuza, Victor Matheus e Mirocem Beltrão - Veludo Branco


O power trio de Rockn´ Roll Veludo Branco de Roraima desembarca amanhã em Manaus para uma apresentação no Blues Explosion Festival. Além do show, o trio participa de entrevistas nas rádios TransAmérica (Programa Transvertical 95.1Mhz) e Vertical Rock (TV Cultura, canal 02), como parte de compromissos promocionais de divulgação do evento.

Formada em 2006, a Veludo Branco é uma das expoentes da cena rock de Roraima, ao lado de Lethospirose,Mr.Jungle, Somero. A banda faz um rock n roll clássico com pitadas de blues com atitude e profissionalismo. A Veludo Branco chega para o festival na esteira do primeiro disco “Veludo Branco Rock n Roll”.O álbum foi gravado no ano passado e teve uma boa repercussão na mídia, com sucesso de público nos shows, o que arrancou elogios de boa parte da crítica, como do jornalista e produtor cultural Fábio Gomes editor do http://www.somdonorte.com.br/ ( que escolheu o álbum da banda como disco do “Mês de Agosto” em 2010), do jornalista da revista Rolling Stone Alex Antunes e da banda goiana Black Drawing Chalks.
Cesar Matuza em entrevista no Extinto programa Manifesto Vertical da Rádio Vertical em 2010



A consequência de toda essa notoriedade rendeu a banda participações nos grandes festivais da cena independente da região Norte, como os Gritos Rock de Boa Vista e Manaus, Tomarrock e Sesc Fest Rock (ambos de Boa Vista), Casarão e Beraderos (Rondônia) e Quebramar (Amapá) e Megafônica (Pará).

A Veludo Branco foi destaque essa semana no site da radiovertical.com, com uma entrevista exclusiva como parte da divulgação do show com a banda paulista Rock Rocket que acontece no próximo sábado (07/05) na Quadra da Vitória Régia na praça 14,o pré show ainda conta com as bandas Ed Ondo, Lod Doses e Os Abomináveis.

Clique na imagem para ler a entrevista concedida a Rádio Vertical.




Segundo Victor “Mr.Gonzo Matheus”, vocalista/guitarrista da Veludo, a banda ta na pilha para fazer um ótimo show em Manaus e fazer valer esses 5 anos de experiência em palcos da região norte, sempre divulgando o rock autoral independente. Matheus também frisou, que a Veludo pretende conquistar o público de Manaus, já que a banda tem um respeitado número de fãs por aqui. Como diria Paul Stanley do Kiss “God Gave Rock n Rol to You”. Matheus ainda agradeceu o apoio do Rádio Vertical, Blog Som do Norte, Blog Manifesto Rock e da Bodó Produções e Eventos.
Manifesto Rock na cobertura colaborativa com Cesar Matuza e Victor Matheus no GR Boa Vista 2011




Victor Matheus é editor do blog Roraima Rock n Roll e produtor do Festival Skinni (Blog Manifesto Rock estará na cobertura colaborativa do evento) que acontece em Junho, para saber mais acesse:
www.roraimarocknroll.blogspot.com




Victor "Johnny Cash" Matheus no Show do GR BV 2011




A Veludo Branco é formada por formado por Mr. Gonzo (guitarra e voz), Mirocem Beltrão (baixo) e Cesar Matuza (bateria). É a Veludo Branco voando baixo, riscando o asfalto e deixando o rastro pela cena rock da região norte.

Longa Vida a Veludo Branco, e um SALVE a cena rock de Roraima !!!


Por Sandro Nine
Manifesto Rock – Comunicação Cuia Coletiva – Projeto Riffs Desplugados
(92) 9125 – 7727
sandronine33@hotmail.com
Twitter: @manifestoam
Fotos: Saulo Oliveira , Arquivo Rádio Vertical e Acervo Manifesto Rock

Leia Mais

Caverna Rock Café apresenta hoje: Blues Explosion Preview




Hoje no Caverna Rock Café acontece “Blues Explosion Preview", com a banda The Dust Road. A nota chata é que por motivo de cancelamento de voos esta semana para Boa Vista, a banda Veludo Branco não poderá mais tocar no evento, a banda desembarca amanhã em Manaus as 8h.

A assessoria da Veludo Branco confirmou o show amanhã no Motorock Bar para alegria dos fãs manauaras.
Cahê e Léo Cólera - The Dust Road no GR Manaus 2011



O Caverna Rock Café é o mais novo point de música e cultura da cena de Manaus. Segundo o produtor cultural Daniel Fredson, a casa está aberta as bandas do rock autoral de Manaus e de toda a região norte. “Já temos aqui em nossa agenda o Projeto Prata da Casa, que tem a ideia de movimentar a cena do rock independente de Manaus. Nosso projeto tem apoio de vários meios de comunicação e também de outros eventos como o Riffs Desplugados, e dos Coletivos Difusão e Cuia. Afirmou Daniel



Blues Explosion Preview

Data: hoje (29/04)

Local: Caverna Rock Café – Rua Costa Azevedo, nº 91, em frente ao Bar Calçada Alta, ao lado da Livraria Vozes.

Horário: 22h

Entrada: R$ 5,00


Informações: 9314 - 9591 / 8201 - 9954 (Daniel Fredson)

Prestigiem e Valorizem a cena do rock autoral de Manaus, pois entender a cena é fazer parte dela.


Por Sandro Nine

Manifesto Rock – Comunicação Cuia Coletiva – Projeto Riffs Desplugados
(92) 9125 – 7727
sandronine33@hotmail.com
Twitter: @manifestoam
Foto: Acervo Manifesto Rock

Leia Mais

Motorock Bar apresenta: Blues Explosion Festival



Acontece nesse sábado (30/04) no Motorock Bar, o Blues Explosion Festival com as bandas:

Blues Unplugged

Soda Billy

Veludo Branco (RR)

The Dust Road

Motorcycle Mama

Augusto Rocha & Jam Sessions


# Stand de vendas de várias bandas de Blues e Rock n Roll clássicas e da Região Norte.



Blues Explosion Festival – Motorock Bar

Endereço: Rua José Lindoso – Avenida das Torres (V8)

Data: Sábado 30/04

Horário: 21h

Entrada: R$ 10


Postado Por Sandro Nine

Manifesto Rock - Comunicação Cuia Coletiva
(92) 9125 - 7727
sandronine33@hotmail.com
Twitter:@manifestoam

Leia Mais

28/04/2011

Programa Vertical Classic Rock apresenta: Especial Siouxsie And The Banshees

O programa Vertical Classic Rock, da web rádio Vertical, produzido, dirigido e apresentado por Mário Orestes, volta a realizar as suas edições de especiais. Sempre no último programa do mês o Vertical Classic Rock realiza uma edição somente com um só artista ou banda. Onde são dedicadas duas horas diretas que abordam músicas de toda a carreira, bem como fatos biográficos e curiosos do nome em questão. Neste mês de abril. O especial será com o grupo “Siouxsie and The Banshees”, ícone do pós punk e da cultura gótica.

Criada na Inglaterra em 1976, com a explosão do movimento punk, na época, a banda ainda não tinha nome ao tocar em público pela primeira vez. Contava com Sid Vicious tocando bateria, antes mesmo dele entrar como contrabaixista nos Sex Pistols. A vocalista Susan Ballion resolveu criar um nome artístico com Susy And The Banshees (Banshees são entidades femininas da mitologia celta que anunciava a proximidade da morte com suas vozes belas e mórbidas). E finalmente, para homenagearem a tribo indígena americana Sioux, massacrada pelos colonizadores ingleses, acataram Siouxsie And The Banshees.

Lançado em 1978, o primeiro single “Hong Kong Garden” entrou imediatamente para o top 10 Britânico. No mesmo ano lançam pela Polysom o primeiro LP intitulado “The Scream” que teve como destaque a cover dos Beatles “Helter Skelter”. Todas as faixas apresentam uma sonoridade suja com toda a influência do punk. O segundo álbum “Join Hands” lançado em 1979, mantém as características punks e tem o sucesso “Icon”. No mesmo ano sofrem uma série de mudanças na formação. Entra Budgie na bateria (ex-The Slits), John McGeoch na guitarra (ex-Magazine) e Robert Smith na outra guitarra (também guitarrista e líder do The Cure).

Em 1980 sai o terceiro disco “Kaleidoscope” que já consta com Steve Jones na guitarra (ex-Sex Pistols). Este disco muda a sonoridade da banda para o estilo gótico nascido com os grandes nomes do pós punk como Joy Division, Magazine, The Fall e o próprio The Cure. Três sucessos emplacam nas paradas de sucesso da Inglaterra, “Christine”, “Red Light” e “Happy House”. É realizada a primeira turnê norte americana.

No ano de 1981 é lançado o álbum “Juju” que repete a sonoridade gótica e consta com os hits “Spellbound” e “Arabian Knights”. Também neste ano é lançada a primeira coletânea oficial “Once Upon A Time”. No ano seguinte é lançado o disco “A Kiss In The Dream House” com um timbre mais suave e psicodélico, devido a problemas de saúde de Siouxsie. Volta à guitarra Robert Smith que grava os dois álbuns seguintes da banda, o duplo ao vivo “Nocturne” de 1983 e “Hyaena”, com músicas inéditas em estúdio de 1984. Logo após o lançamento deste de 84, Robert volta a deixar a banda, desta vez em desafeto com Siouxsie. O próximo disco com inéditas em estúdio seria “Tinderbox” de 1986 e traria o maior hit da banda, “Cities In Dust”.

O disco seguinte do ano de 1987 “Through The Looking Glass” é só de covers e contem os destaques “The Passenger” de Iggy Pop, “You’re Lost Little Girl” dos Doors, “Hall Of Mirros” do Kraftwerk, “This Wheel’s On Fire” de Bob Dylan, dentre outras pérolas. Em 1988 sai o disco “Peepshow” que impressiona a todos por mostrar tendências pop e dançantes.

Em 1991 lançam outro disco com influências pop e dançantes, “Superstition” que é quase um álbum conceitual inspirado em um real acidente automobilístico depois de uma maldição satânica. No ano seguinte sai a segunda coletânea oficial “Twice Upon A Time”, que possui uma música inédita, “Fireworks” e o single “Face To Face” feito por encomenda para a trilha sonora do filme de Tim Burton “Batman – The Return”.

Em 1995 é lançado o último disco da banda intitulado “Rapture” e produzido pelo grande John Cale (ex-Velvet Underground). Por incrível que pareça, o final da banda é motivado pelo advento revival do punk com a volta do grupo Sex Pistols. Conforme declaração da própria Siouxsie: “Não fazia mais sentido continuar com os Banshees se os deuses de tudo estavam de volta”.

Atualmente Siouxsie atua em projetos paralelos diversos alternando com trabalhos solos. O programa Vertical Classic Rock é transmitido todo sábado das 14h as 16h (horário Manaus) na web rádio Vertical, que pode ser escutada no endereço (http://www.radiovertical.com/). Qualquer informação a mais sobre o programa, bem como resenhas de discos, entrevistas com bandas, divulgação de shows e Festivais, podem ser conferidas no blog do programa (http://verticalclassicrock.blogspot.com/ ).

Programa Vertical Classic Rock

Todos os sábados de 14h as 16h (Horário Manaus)

Acesse: www.radiovertical.com

Por Mário Orestes – Apresentador e produtor do programa Vertical Classic Rock e Colaborador Blog Manifesto Rock

http://www.verticalclassicrock.blogspot.com/

Leia Mais

27/04/2011

Tudo Muda Após o Play traz a série “Brasil Indígena”



O Tudo Muda após o Play, cineclube promovido pelo Coletivo Difusão apresenta essa semana a série “Brasil indígena”, com os filmes “Ãgtux”, de Tania Anaya; Jornada kamayurá, de Heinz Forthman; “Bubula,o cara vermelha”, de Luiz Eduardo Jorge; e “Mato eles?”, de Sérgio Bianchi. As exibições iniciam às 19h, na sede da instituição,localizada na rua Monsenhor Coutinho, 801, Cetro (na rua atrás da Igreja São Sebastião). A entrada custa R$ 1 (taxa de manutenção do
espaço).

A série apresenta quatro visões particulares sobre o índio, dos anos 60 até a virada do milênio. “Ãgtux” traz, com um olhar sensível, as questões de terra que envolvem a nação Maxacali, de Minas Gerais. “Jornada Kamayurá” narra com delicadeza um dia na pequena nação de mesmo nome. “Bubula”, o cara vermelha retrata Jesco von Puttkamer,cinegrafista das expedições dos irmãos Villas Bôas, com impressionantes registros de primeiros contatos com tribos indígenas. E “Mato eles?”, filme seminal de Sérgio Bianchi, revela sua ironia ácida e provocativa ao investigar as últimas etnias existentes no Paraná no final da década de 1970.

O cineclube Tudo Muda após o Play! é um projeto desenvolvido e gerenciado desde 2009 pelo Coletivo Difusão. Suas exibições acontecem todas as quintas-feiras, às 19h, e a programação conta com debates abertos acerca dos filmes exibidos. Em 2011, o cineclube incluirá na sua programação ciclos de mostras visuais e/ou audiovisuais e o estudo contemporâneo das suas técnicas e linguagens.

Sobre o Tudo Muda Após o Play!

O cineclube Tudo Muda Após o Play! foi premiado no CineMais Cultura um projeto do MINC que doa equipamentos e uma inscrição de associado na Programadora Brasil, uma distribuidora de filmes nacionais. Essa indicação para a premiação foi feita pelo CNC Conselho Nacional de Cineclubistas, devido um mapeamento feito no estado para saber as ações cineclubistas atuantes.

O cineclube é uma ação de grande força e transformação que leva informação artística, cultural, histórica e política para a população. O Coletivo Difusão sabe da importância do trabalho cineclubista em nossa cidade, por esse motivo fomenta um trabalho desde 2009,com exibições semanais.



O que é: Tudo Muda após o Play!

Quando: Quinta-feira, dia 28 de abril, às 19h

Quanto: R$ 1 (taxa de manutenção do espaço).

Fonte para entrevista: Cristiane Silva – (92) 9330-0612


Por Thiago Hermido - Colaborador Manifesto Rock
Comunicação - COLETIVO DIFUSÃO
Planejamento - PARANOISE PRODUÇÕES / CUIA COLETIVA
Coordenador - COMUNICADORES POPULARES DE BASE (CPB)
(92) 9110 - 1198 / thiagohermido@gmail.com / theermd@gmail.com

Leia Mais

25/04/2011

Estreia nessa terça (26/04) o projeto Cine Canoa na Saraiva Megastore

Banda do Boulevard - 2008



Agora os diretores e demais profissionais da área de audiovisual amazonense terão um novo espaço para divulgar seus trabalhos. Trata-se do Cine Canoa, um projeto da Associação de Cinema e Vídeo do Amazonas (ACVA) em parceria com a Saraiva MegaStore, que será um novo ponto de exibição do audiovisual produzido no Amazonas.

O Cine Canoa exibirá curtas, médios e longa metragens sempre na última terça de cada mês, às 18:30h. Após a projeção haverá um bate-papo com os realizadores, que vão falar sobre o processo criativo da obra e o passo-a-passo para produzi-la.

A produção que marcará a estréia do projeto na Saraiva é o curta-metragem de 20 minutos, A Banda do Boulevard, dirigido por Angelita Feijó. O documentário enfatiza o valor que a Banda do Boulevard propõe ao carnaval de rua para as famílias da cidade. O filme conta a história dessa tradicional folia carnavalesca amazonense, fundada em 1987.

Entre os fatos mostrados no curta estão os brincantes que contribuíram para o surgimento da banda, o recesso forçado do evento, no período de 1998 a 2005 e a retomada da brincadeira em 2006. Além de destacar várias personalidades que foram homenageadas ao longo do tempo.

Angelita conta que o vídeo também é uma homenagem às mulheres do Boulevard Álvaro Maia referente as suas memórias dos carnavais realizados no local. O documentário foi produzido em 2008, ao lado do cinegrafista Darlan Guedes.

Após a exibição, Angelita irá conversar com a platéia sobre como foi registrar toda essa manifestação e contar como estão os preparativos para o novo documentário, também sobre a banda carnavalesca. O novo trabalho deverá enfocar o envolvimento da comunidade do Boulevard com a banda, apresentando o cotidiano de ritmistas, brincantes e organizadores nos preparativos para a festa.



ACVA

O projeto Cine Canoa faz parte das metas da Associação de Cinema e Vídeo do Amazonas (ACVA) para 2011, que prevê várias parcerias em prol do desenvolvimento e fortalecimento do audiovisual local. Fundada em 2003, a ACVA atualmente é dirigida por Michelle Moraes, na Secretaria Geral, e Izis Negreiros, na Secretaria Administrativa. As duas, assim como os demais membros da atual diretoria esperam que a Associação se torne uma entidade representativa de referência no Amazonas.

A prioridade são ações que beneficiem diretamente aos associados como: oficinas e cursos de capacitação, assessoria na elaboração de projetos e no processo de registro das obras garantindo o selo de produto brasileiro, viabilizar a abertura de novos pontos de exibição, reforçar a visibilidade dos realizadores locais e promover oportunidades de trabalho para esses associados.

Mais informações no blog:



ou pelo email: acva.am@gmail.com


Ficha Técnica Filme Documentário: A Banda do Boulevard





Produtor Executivo: Luis Cláudio Cabral Chaves & Angelita Feijó
Diretora: Angelita Feijó
Co-produtor e Câmera-Man: Darlan Guedes
Edição: Jacob Leonardo
Duração: 20min
Ano: 2009


CINE CANOA APRESENTA O CURTA-METRAGEM: A BANDA DO BOULEVARD

DATA:
TERÇA-FEIRA, 26

HORÁRIO: 18h30

LOCAL: SARAIVA MEGASTORE / MANAUARA SHOPPING

ENTRADA FRANCA !!!



Andreia Mayumi
Comunicação
Saraiva MegaStore Manaus
(92) 3236 9200 R-2033
andreiam@livrariasaraiva.com.br

Leia Mais

20/04/2011

"Cineclube: Tudo Muda Após O Play"

Nesta quinta 21/04 as 19h30, o Coletivo Difusão inicia as sessões de 2011 do "Cineclube Tudo Mudo Após O Play" com os filmes "Durval Discos" e "A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti " ambos de Anna Muylaert.

Informações sobre os filmes acesse:

http://www.programadorabrasil.org.br/filme/283/





http://www.programadorabrasil.org.br/filme/284/



Sobre o Cineclube Tudo Mudo Após O Play Manaus - AM

O cineclube "Tudo Muda o Play" é um projeto desenvolvido e gerenciado desde 2009 pelo Coletivo Difusão. Suas exibições acontecem todas as quintas-feiras as 19h e a programação conta com debates abertos acerca dos filmes exibidos. Em 2011, o cineclube incluirá na sua programação ciclos de mostras visuais e/ou audiovisuais e o estudo contemporâneo das suas técnicas e linguagens.


Serviço:

Todas as quintas, às 19:30 hs.

Taxa de manutenção do espaço: R$ 1,00

Na sede do Coletivo Difusão: Rua Monsenhor Coutinho, nº 801, Centro.


O cineclube é parte integrante da programação das atividades do espaço cultural Difusão.


Programação Coletivo Difusão Abril 2011

acesse:
http://issuu.com/coletivodifusao/docs/programacaocoletivodifusaoabriloficial


Fonte: Cris Silva
Núcleo Audiovisual _ Coletivo Difusão / FDE - AM
http://cristianeeditor.wordpress.com/
skype: cristiane.editor
92 9330-0612 / 92 8212-1040 / 3307-9570
@crisdifusao




Leia Mais

Riffs Desplugados apresenta em sua 2ª edição: banda Tudo Pelos Ares


Ed Ondo no 1º Riffs Desplugados




O projeto Riffs Desplugados apresenta em sua 2ª edição nesse mês de abril, o pocket show acústico da banda Tudo Pelos Ares, nesta quinta-feira, 21/04, as 19h30, no Espaço Cultural Thiago de Mello, na Saraiva Megastore. A novidade dessa edição é a parceria com a Rádio Amazonas FM que fará a cobertura AO VIVO do evento.

O Riffs teve sua estreia no mês passado e a banda Ed Ondo foi a escolhida para dar o pontapé inicial ao projeto. Segundo os organizadores, o Riffs Desplugados superou em muito as expectativas, tendo uma boa aceitação do público e uma grande demanda de bandas que desejam participar do projeto.




O registro das apresentações ficou a cargo do Núcleo de Comunicação do Coletivo Difusão (Cris Silva, Michelle Andrews e Lorena Machado), pois a ideia é realizar um DVD no final do ano com os shows das bandas participantes do projeto. Outra iniciativa do Riffs é fazer o intercâmbio com as bandas de toda a região norte, fomentando a circulação da cadeia produtiva do rock independente, fortalecendo a cena na Amazônia.


Sobre o Riffs Desplugados



O projeto nasceu da vontade de se criar um palco alternativo para as bandas de rock de Manaus mostrarem seu trabalho, servindo de incentivo para a movimentação da cadeia produtiva do cenário rock independente na cidade. O Riffs também servirá como uma rede colaborativa entre músicos, produtores, agentes culturais, donos de estúdio, selos e casas de shows, debatendo os mecanismos de divulgação, distribuição e o futuro do rock local.





A ideia do Riffs Desplugados é realizar apresentações mensais de bandas de rock que possuam trabalho autoral. Além dos shows, o projeto pretende promover um bate-papo para que os músicos falem sobre a carreira, influências, perspectivas profissionais, agenda de show e etc. A conversa será mediada pelo jornalista, músico, produtor cultural Sandro Nine, editor do blog Manifesto Rock Underground. O público poderá fazer intervenções a todo momento com perguntas e comentários.





Caso a banda tenha CD e que esteja dentro dos padrões comerciais da livraria, o produto poderá ser comercializado no dia do show com sessão de autógrafos após o bate-papo. Dessa maneira, a Saraiva será um ponto de comercialização importante para que as bandas de rock locais disponibilizem seus trabalhos em formato de CD ou DVD.


Objetivo:

Incentivar a cena de rock de Manaus e ser palco alternativo para que bandas novas ou com certo tempo de estrada apresentem trabalho autoral e conversem com os fãs.

Formato:

Pocket-show em formato acústico de 50 a 60 minutos de duração. O repertório deve contemplar 80% de músicas próprias e covers de grupos que tenham influenciado a banda. Ao final, o mediador Sandro Nine conduzirá um bate-papo com os músicos. Participação ativa do público.


Realizadores:

Saraiva MegaStore Manaus, Sandro Nine e Coletivo Difusão



BANDA TUDO PELOS ARES



A Tudo Pelos Ares faz um hard rock cru e honesto, com letras em português buscando sempre passar a realidade de forma irreverente, sem perder o conteúdo. A banda sofre influências do rock dos anos 70 e 80 como AC/DC e Black Sabbath.

A banda tem um disco lançado "Senta Pua", que traz os Hits "Do Lado Escuro da Nossa Lua", "Vida Alheia", "Futebol, Samba, e Rock n Roll" e "Bem Dentro de Você". O disco recebeu ótimas críticas e teve um reconhecimento maior por parte do público, que sempre lota os shows da banda.
A Tudo Pelos Ares foi destaque no Festival Até o Tucupi em 2010 e foi considerada pelo público de Roraima como a melhor banda do GR BOA VISTA e PACARAIMA 2011. A banda é formada por Eduardo Molotievscki,(Guitarra e Voz), Luighi Paolo (Guitarra), Marcelo Lima (Baixo) e Rubem Jr na batera.

Nessa 2ª edição do Projeto Riffs Desplugados a banda vai lançar o novo Single "Insaciável".


Outras Informações sobre a Tudo Pelos Ares:

1990 FORMAÇÃO DA BANDA.

1992 BANDA GRAVA COMPACTO [CORRIDA SUJA]. BANDA CONVIDADA A DAR ENTREVISTA NO PROGRAMA FURIA METAL [GASTÃ MOREIRA]



1994 ABERTURA DO SHOW DA BANDA GOLPE DE ESTADO NO ANIVERSARIO DE SANTO ANDRE.



1996 BANDA GRAVA VÍDEO CLIP QUE FOI VEICULADO NO PROGRAMA DEMO MTV.



1998 BANDA GRAVA NOVAS COMPOSIÇÕES NO ESTÚDIO SPACE BLUES.



2002 BANDA PARTICIPA DO PROJETO “VALORES DA TERRA", PROMOVIDO PELA PREFEITURA DE MANAUS, QUE CONSISTIU NA GRAVAÇÃO DE CDs E SHOWS PARA DIVULGAÇÃO.



2004 BANDA GRAVA CD OFICIAL [SENTA PUA].



2009 BANDA É CONVIDADA PELA OMB A PARTICIPAR E ORGANIZAR O “FEST ROCK CHAMINE” COM APOIO DA SEC. BANDA CONVIDADA A PARTICIPAR DO QUADRO “VERTICAL NA RUA” DO PROGRAMA “VERTICAL ROCK”.



2010 BANDA COM NOVA FORMAÇÃO PARA DAR CONTINUIDADE A DIVULGAÇÃO.



2010 BANDA SELECIONADA PARA O SESI FESTIVAL DE MUSICA



2010 BANDA SELECIONADA PARA O FESTIVAL ATE O TUCUPI



2011 BANDA SELECIONADA PARA O GRITO ROCK BOA VISTA



2011 BANDA SELECIONADA PARA O GRITO ROCK PACARAIMA



Contatos:





Data: quinta-feira, 21/04


Horário: 19h30


Local: Saraiva MegaStore



Entrada Franca !!!




Sorteio das Marmitas Culturais (pacotes de brindes contendo Revistas, CDs, e DVDs)


Realização: Sandro Nine, Saraiva MegaStore Manaus e Coletivo Difusão


Apoio:

Saraiva Megastore
Coletivo Difusão
Cuia Coletiva
Coletivo Canoa Cultural
Rádio Amazonas FM
Rádio 77 – www.radio77.com.br
Programa Alta Frequência
Programa Agitando
Garagem 30
Paranoise Discos
Revista Intera
Push Play Produções



Caverna Rock Café
Manifesto Rock - www.manifestorockunderground.blogspot.com
Som do Norte - www.somdonorte.com.br
Blog Roraima Rock n Roll - www.roraimarocknroll.blogspot.com
Canoa Pop - www.canoapop.blogspot.com
Manaus Rock - http://www.manausrock.wordpress.com/
Rock Manaus - http://www.rockmanaus.wordpress.com/
Rockazine - http://www.rockazine.com.br/
Blog Som Independente - www.somindependente.blogspot.com
Programa Vertical Classic Rock . www.verticalclassicrock.blogspot.com


Por Sandro Nine - Manifesto Rock / Cuia Coletiva
Fotos: Luana Záu e Arquivo Banda Tudo Pelos Ares

Contatos Riffs Desplugados:
(92) 9125 – 7727
sandronine33@hotmail.com





Leia Mais

17/04/2011

Pílula de Notícia Som do Norte – 3 Anos da Megafônica (PA)


O Coletivo Megafônica completa 3 anos com grande festa no Café com Arte dia 6 de maio, a partir das 22h, tendo como atrações as bandas Rock Rocket(de São Paulo) e Godzilla (do Amapá).


Antes de tocar no Café, a Rock Rocket vai estar no Espaço Benedito Nunes da Saraiva MegaStore(Shopping Boulevard, 2º piso) a partir das 18h, num evento que será a um só tempo coletiva de imprensa, tarde de autógrafos e bate-papo com o público. E, como em todos os eventos naquele espaço, a entrada será franca.


Leia Mais

15/04/2011

1º Edição Maloca Alternativa



Maloca Alternativa é um evento que abre portas para uma vitrine da música independente manauara . Os eventos acontecerão em três edições ao longo de 2011 e contarão com apresentações artísticas integrando música, dança e artes audiovisuais, além de abrir inscrições para 24 bandas/artistas ,que serão distribuídos nesses eventos, com o chancela de fomento da nossa diverdade musical e cultural.

Confira as atrações no cartaz abaixo:


“Essa é a trilha do futuro, tá ligado Ritmo e Poesia” - Pavilhão 9


“Produção Cultural é Tecnologia Social”


Prestigie a Música Independente !!!


Produtor Responsavel: Pedro do Vale

Contatos: 55 92 9330-8525






Data: 16 de abril


Local: Fino da Bossa


Endereço: Rua São Judas Tadeu / Entrando pela Max Teixeira


Entrada: R$ 5,00

Leia Mais

Manaus recebe turnê do Grupo Locômbia

Trupe comemora 25 anos com circulação pelo Brasil





Performance do Grupo Locômbia no Grito Rock Boa Vista 2011

Chega a Manaus no próximo dia 17, o grupo Locômbia Teatro de Andanças. Originário da Colômbia e radicado há dez anos em Boa Vista e desenvolve trabalhos de teatro popular, através da mímica, um teatro sem palavras utilizando uma linguagem não verbal e corporal com música ao vivo enriquecido com máscaras, origami e alguns objetos. Na capital amazonense o grupo firmou parceria com o Coletivo Difusão, através do seu núcleo de artes cênicas, o Palco Difusão, para além de uma apresentação no dia 23, a realização de uma oficina de mímica entre os dias 19 e 21, no Sinttel.


A oficina será ministrada por Beatriz Brooks e Orlando Moreno, diretores do Locômbia, e terá carga horária total de 10 horas, com uma dinâmica de quatro passos divididos em Aquecimento, Técnica da Mímica, Improvisação e Apresentação e Reflexão. O investimento é de R$ 10 e o número de vagas é de 12 pessoas.


Circulação


O Projeto de Circulação Locômbia, 25 anos de Teatro e Andanças, recebeu o Prêmio Funarte de Teatro Miryam Muniz 2010, e comemorará, através de apresentações teatrais, oficinas e palestras o um quarto de século de trabalho teatral contínuo. O grupo faz uma retrospectiva da sua trajetória apresentando peças do repertorio na cidade de Boa Vista e periferia; circulando em caravana por cinco municípios da BR 174 no Estado de Roraima: (Iracema, Caracarai, Rorainopolis, Nova Colina, Equador) até o chegar ao Estado de Amazonas. Para expandir seus limites circulará por outros Estados do Brasil, onde o grupo já fez trabalhos, entrando em parceria com organizações do Amazonas, São Paulo, Bahia e Distrito Federal. As atividades serão acompanhadas com, exposição de fotos, audiovisuais e palestras. No seu repertorio o grupo conta com 03 peças dirigidas ao público infantil e quatro espetáculos para jovens e adultos. No projeto de circulação, além da oficina de mímica que o grupo traz à Manaus, há ainda as oficinas de Elaboração e Manipulação de Máscaras, Técnicas para o Teatro Gestual, Palestras: Simbologia no Teatro de imagem e 25 anos de Experiência Teatral. Além disso, a experiência do grupo será condensada na publicação de uma revista com fotos, anedotas e depoimentos.


Cabaré


Além das oficinas nos dias 19, 20 e 21, o Locômbia apresenta o espetáculo “Compassos em Silêncio”, peça inspirada nos encontros e desencontros da vida cotidiana, os quais enfrentamos de uma maneira poética, trágica e cômica.De uma forma lírica e com técnicas de mímica, acrobacia, clown e interação com o público, a apresentação convida a cuidar do mundo e a refletir nas “Sombras transparentes” que nos acompanham no dia a dia. A música ao vivo faz o fio condutor nas histórias. A apresentação faz parte da mais nova ação desenvolvida pelo Palco Difusão, na sede do Coletivo Difusão (Rua Monsenhor Coutinho, 801, Centro).


O Cabaré é um evento que tem como idéia unificar as artes em um único palco, com a proposta de estimular artistas a desenvolverem números, sendo estes musicais, teatrais, circense de dança e corporais, ou qualquer outra manifestação que se encaixe ao tema proposto. A proposta é apresentar números com o tempo máximo de 10 minutos, intercalado por uma banda e/ou pelo apresentador do cabaré que funciona como um mestre de pista. Sendo assim, o Cabaré se torna um espetáculo integrado, trazendo diferentes tipos de públicos e números criando um ambiente eclético e descontraído onde artistas e espectadores têm a possibilidade de comunicação. O valor da entrada para o Cabaré será de R$ 10




SERVIÇO O QUE É: Oficina de Mímica com o Grupo Locômbia


QUANDO: Dias 19, 20 e 21 de abril, das 14h às 17h


ONDE: Sinttel – Rua Alexandre Amorim, 392, Aparecida


QUANTO: R$ 10


Informações: 3307-9570 (falar com Diego Batista)



Por Allan Gomes Comunicação e Audiovisual I Coletivo Difusão

(92) 8825-7761/ (92) 8127-1744/ (92) 3307-9570


Twitter: @alantremere

Leia Mais

Coletivo Difusão comemora os 5 anos de aniversário do Fora do Eixo



O Fora do Eixo completa 5 anos nesse mês de abril e o Coletivo Difusão, representante da instituição no Estado do Amazonas, realizou no último sábado(09/04) um evento comemorativo recheado de atividades em sua sede, localizada na Rua Monsenhor Coutinho, 801, Centro.


A programação de aniversário teve pocket show com a cantora Elisa Maia, uma das grandes revelações da MPA, intervenção teatral com Palco Difusão, declamações de poemas com o Sarau da FEL, projeções e discotecagem com a VJ Cris Silva e para fechar a festa, foi anunciado o lançamento do calendário de atividades do Espaço Difusão do mês de abril.


O Fora do Eixo, a qual o Difusão está ligado, é uma rede de trabalhos concebida por produtores culturais das regiões centro-oeste, norte e sul. Começou com uma parceria entre produtores das cidades de Cuiabá (MT), Rio Branco (AC), Uberlândia (MG) e Londrina (PR), que queriam estimular a circulação de bandas, o intercâmbio de tecnologia de produção e o escoamento de produtos nesta rota desde então batizada de "Circuito Fora do Eixo".




Elisa Maia e Caio Mota - Show no Coletivo Difusão


Hoje, o circuito já atinge todos os Estados brasileiros – com exceção do Maranhão – realizando atividades culturais e articulações em prol de políticas culturais para o País. Grito Rock América Latina, Cubo Card (de Cuiabá), festivais que se proliferavam em várias cidades e o pensamento Coletivo (que reúne grupos culturais diversos), são algumas, entre muitas, das conquistas do Circuito.


Manifesto Rock Blog dá os parabéns a essa imensa rede colaborativa que vem crescendo e divulgando a música, o audiovisual e as artes integradas, fortalecendo a cadeia produtiva da região norte, Brasil e da America latina. Um salve em especial a todos os membros, parceiros e colaboradores do Coletivo Difusão.



"Se não colaborarmos, nós evaporamos"


Sandro Nine – Manifesto Rock / Cuia Coletiva


Twitter:

@manifestoam


Foto Divulgação: Caio Mota


Por dentro do FDE

foradoeixo.org.br

casa.foradoeixo.org.br

wiki.foradoeixo.org.br


Aniversário FDE no Brasil:

Leia Mais

Thrasheando 4 – Amazonas Metal Festival




Acontece hoje o evento que prima por ser o primeiro e único do Underground no Amazonas, até o momento. Oito bandas locais, sendo seis fazendo os lançamentos oficiais de seus trabalhos. Uma feliz iniciativa da Guerreiro Ajuricaba Produções, junto a Mapinguari e a Fuck Off!! fazendo algo especial para a cena Underground de Manaus, que vem crescendo com muito trabalho, organização, seriedade e é claro, talento dos músicos e profissionalismo dos produtores.


Segundo Thony Sacrifice a cena do metal extremo underground local é um das mais ricas em anos, nunca se produziu tanto e nunca se trabalhou em larga escala em prol do Heavy Metal de Manaus. Thony destaca ainda a revelação Extreme Warning como a grande banda do momento. São muito talentosos e representam muito bem essa nova safra de boas bandas. Thony também ressaltou a Evil Syndicate, Hipnose Death e Epidemic, assim como as outras que estão no cast de hoje a noite. "Falar de algumas apenas é complicado, mas todos me conhecem e sabem o valor que dou as bandas de metal de Manaus" falou e disse.


A atracão nacional fica por conta da banda cearense Blasfemador. A banda faz um Speed Metal sujo e agressivo com letras em português e bastante influenciado por grandes nomes do Metal e Rock n Roll como Venom e Motorhead. A Blasfemador está fazendo em 2011 a turnê BRASIL MASSACRE para divulgar seu mais novo trabalho, o fulll-lenght "A MEIA NOITE LEVAREI TUA ALMA", porrada na orelha.


Em entrevista a Thony Sacrifice, o vocalista Fabrício “Estripador” disse que vir a Manaus é muito gratificante e poder participar do Thrasheando 4, que é um festival já bastante conhecido na cidade, é uma honra. “Pretendemos mostrar toda nossa fúria em cima do palco para todos os maníacos que forem no festival” afirmou Fabrício.


Então é isso, hoje é a celebração de um trabalho árduo da Guerreiro Ajuricaba Produções, Mapinguari Produções e da Fuck OFF !! que já se tornaram uma referência na cidade quanto a eventos e festivais de metal. Aguardem mais novidades em 2011.


Confira o cartaz com os horários e as bandas que farão a maratona de genocídio sonoro de hoje a noite:


É bom salientar que os horários das apresentações das bandas no Trasheando 4, foram definidos mediante reunião da organização com as mesmas e com total concordância.



Trasheando 4 - Amazonas Metal Festival


Data: Hoje – 15/04


Local: Quadra da Acadêmicos de Petrópolis


Endereço: Rua Raquel de Souza, Bairro Petrópolis, em frente ao Posto DNP


Horário: 20h Ingressos: R$ 10, 00 após 21h R$ 15,00


E mais: Sorteio de Brindes


Por Sandro Nine – Manifesto Rock / Cuia Coletiva



Twitter: @manifestoam


Colaboração:

Thony Sacrifice

Underground Brasil Distro

Guerreiro Ajuricaba Produções



Baron's Hell Web Zine - www.baronshell.com

Leia Mais

DISRITMIÄ: Em Nova Fase e Pronta Para Destruir!

Entrevista cedida pelo baterista Matheus Beltrão e pelo novo vocal Marcelo Silva, onde explicam as mudanças na formação, falam do primeiro álbum "O Inferno é Aqui" (lançado no final de 2010) e trocam algumas idéias sobre a cena local. Confiram!


MANIFESTO ROCK - Saudações Matheus e banda Disritmiä, sejam bem-vindos mais uma vez ao Manifesto Rock! Recentemente, a banda sofreu uma baixa com a saída do vocalista Marcelo X, muito querido pelo grupo. O que aconteceu realmente?


MATHEUS BELTRÃO - Bom , logo após a gravação do novo álbum, o Marcelo x começou a sentir algumas dores que lhe incomodavam bastante até mesmo nos ensaios da banda, as dores foram ficando cada vez mais insuportáveis. Depois do diagnóstico veio a triste notícia,hérnia de disco. Marcelo teve que viajar para sua terra de origem, Rio de janeiro, e após alguns meses sem noticia ele nos ligou informando que estava tudo bem, mais que haveria possibilidade de não voltar mais para Manaus. Mesmo assim nos pediu que continuássemos a banda sem ele.


MR - Com a entrada do experiente Marcelo Anihilator, conhecido vocal da Mortificy (death metal) para continuar a luta da Disritmiä, como está indo essa nova formação e o que o público headbanger e punk/hardcore podem esperar dela?


MATHEUS - A entrada do Marcelo anihilator deu um novo animo para banda, pela vasta experiência dele concerteza as pessoas que curtem a banda não irão se decepcionar.


MR - O novo trabalho “O Inferno é Aqui” é o primeiro álbum da banda e traz uma notável melhora na qualidade de áudio em relação a demo “Motim Massacre”. As músicas foram mixadas e masterizadas pelo Rafael da Subviventes, veterana banda punk do ABC paulista e que já tocou em Manaus. Como surgiu a oportunidade de trabalhar com ele?


MATHEUS - Fomos convidados pelo “Denthrash” para abrir o show do Ratos de Porão no Aomirante , uma semana antes passei na oficina do Julio “Fetos Inocentes” ele falou que os caras do subviventes estavam em Manaus e que também iriam tocar no show, e que estavam a procura de um lugar para ensaiar, foi então que tive contato com os integrantes da banda. Aproveitando o ensaio que parecia um show com muita cerveja, mostrei as guias de gravação da banda para o Rafael”Sub”, ele gostou da banda e se propôs em fazer a masterização em (SP).


MR - As músicas novas me pareceram mais “maduras”, claro que é impossível ser 100% original quando falamos de composições, mas é notável que a banda desenvolveu características próprias (que não lembram outras bandas), apesar das influências. Como foi o processo de criação delas? Há alguma que você considera mais “especial”?


MATHEUS - Sim, a "Trauma" na minha opinião foi a música mais “especial”, pois quando Adams escreveu a letra tive que criar um blast beat bem nervoso na batera, foi ai que em uma noite quando estava indo para o estúdio, parei no meio do caminho ouvi um som de batuque que vinha do sítio ao lado. Curioso perguntei ao caseiro o que era aquele som, ele falou que ali era um terreiro de macumba..hehe..o som dos batuques me deixaram fascinado então pensei como ficaria esse som com pedal duplo rápido e alguns pratos de efeitos foi então a minha inspiração para a música "Trauma".


MR - Como está se dando a divulgação do álbum em Manaus e fora da cidade? E como está sendo a receptividade dele?


MATHEUS - Na cena local o álbum foi muito elogiado, mesmo porque a qualidade da gravação ficou satisfatória para quem gravou em um home Studio, e fora também recebemos algumas propostas para participar de algumas coletâneas.Quero aproveitar a oportunidade e agradecer ao Thony “Sacrificy”, que tem nos ajudado bastante nessa divulgação.


MR - As letras se voltam para o protesto sobre corrupção política, fanatismo religioso, guerra e insanidade humana em geral. Sem dúvida, é uma grande motivação conhecer a postura da banda. Sobre atitude, como você vê a luta da cena punk/hardcore hoje em dia?


MARCELO SILVA - Certamente essa é um resposta muito difícil de reponder por completo. Podemos dizer que há de fato muitas bandas hoje na cena, mas o que percebemos é que bandas vão e vêm e somente poucas e boas permanecem. Isso se deve as bases da banda, que devem ser bem sólidas. Temos contato com diversas bandas e posso dizer que há ainda muita gente com atitude por aí. É bem difícil dizer se hoje em dia isso é maior ou menor que nos tempos passados onde o fator motivacional era de fato a situação sócio política brasileira que é totalmente diferente da que vivemos hoje. Acredito que os punk e hc's de hoje são diferentes dos de antes mas nem melhores nem piores, apenas diferentes.


MR - Como você vê a cena rock underground de Manaus atualmente e a luta pela valorização do trabalho autoral das bandas locais? Que trabalhos você destacaria?


MARCELO - Em Manaus temos uma cena crescente. Estamos falando de um lugar que é geograficamente distante do resto do país, temos menos acessos a shows de grandes bandas e mesmo de bandas mais undergrounds em circulação dificilmente passam por aqui em suas turnês. Com isso as bandas e o público em geral troca pouca experiência com as cenas de outros estados, sendo esse restrito somente a internet e correrio. Dessa forma a cena em Manaus é deferente de qualquer outro lugar. Temos uma forma nossa de tocar, se expressar e fazer as coisas acontecerem. É bem mais comum aqui bandas de vários estilos diferentes tocarem juntos. Acho isso um ponto bem positivo para a nossa cena. Acreditamos que estamos todos junto para nos expressar artisticamente e fazer amizades. Transitar no meio metal, punk e hardcore é algo de que não abrimos mão. Localmente temos como destaque bandas como a "Fetos Inocentes", "Mortificy", "No Choice", "Evil Sindicate", "Glaucoma" e outras. De qualquer forma, acreditamos que a cena ainda tem uma longa estrada de desenvolvimento pela frente.


MR - Um mensagem aos leitores do Blog Manifesto Rock...


MATHEUS - Apóiem sua cena “underground” e em especial a cena local pois se não for por seu esforço próprio, você não vai ter nada. E conheçam coisas diferentes, não se limitem. Abram suas mentes para idéias diferentes e façam de suas idéias realidade.


HISTÓRIA


Recém chegado em Manaus, no ano de 2007, Marcelo X, ex-integrante da banda XXXXXXX, procurava músicos para compor uma banda com postura agressiva. Se informando com o pessoal da cena local e mostrando suas influências, chegou ao bar Tulipa Negra para conversar com Marcelo Silva, vocalista do Mortificy, banda local de Brutal Death Metal.


A intenção era localizar músicos que topassem tocar um estilo ainda fora da cena em Manaus, com influências Grind, Crust, D-Beat e afins. Procurando em redes sociais, encontrou o Thiago Catarse (primeiro vocal) e o Arthur Ex-Alterego (primeiro baixista), onde teve informações que havia uma banda de hardcore chamada No Choice. Entrou em contato com os músicos da “No Choice” e estava feita a primeira formação do Disritmiaä com Matheus Beltrão na bateria, Arthur no baixo, Adams Cavalcante na guitarra e Marcelo X nos vocais.


A banda iniciou o processo de composição que culminou na aclamada demo Motim Massacre lançada em 2009 pelo selo Nosso Bolso Records e obteve excelente repercussão na cena local. Diversas apresentações sucederam e a banda foi ganhando experiência de palco na mesma proporção em que ganhava reconhecimento. Decididos a gravar um álbum com qualidade que demonstrasse a intensidade de suas músicas, Matheus e Adams compraram, com esforço próprio, equipamentos precisos para montar um estúdio. Estava formado a Nosso Bolso Records. Adquiridos conhecimentos de gravação com Sonar 8, os próprios integrantes gravaram o debut album "O Inferno é Aqui", que foi masterizado em São Paulo pelo guitarrista da banda Subviventes, Rafael Subviventes.


Marcelo X saiu da banda, sendo transferido para o Rio de Janeiro por motivos de trabalho, sendo recrutados para a banda Michel Marques para os baixos e Marcelo Silva (do Mortificy) para os vocais. Estava formado a atual formação do Disritmiaä, condensando fúria e agressividade em formato Crust/Grind. Fazendo o que mais sabem fazer, som porrada, pesado e direto.


Formação atual:


Marcelo Silva: Gutural

Mateus Beltrão: Arregaço

Michel Marques: Graves

Adams Cavalcante: Riferama O novo CD "O Inferno é Aqui" pode ser adquirido por R$10,00 através dos contatos:




Orkut:



E-mail: chateus@hotmail.com Entrevistas anteriores:




Por Marcelo Couto

Leia Mais

14/04/2011

Espaço Rock SESC RR 2ª Edição




O Sesc-RR apresenta nesse sábado mais uma edição do projeto Espaço Rock. O evento vem movimentando a cadeia produtiva do rock no Estado de Roraima. O Espaço Rock deu inicio em meados da década de 2000, e em pouco tempo se tornou um dos principais palcos da cena rock local. O projeto resnaceu de uma parceria entre SESC-RR e Coletivo Canoa Cultural, desde então o lugar voltou a receber mensalmente apresentações das bandas locais.


H.C.L. - Uma das gratas revelações da cena rock de Roraima

As H.C.L. e Elvis From Hell foram as bandas que deram o pontapé inicial na 1º edição do evento em 2011.


Confira a as bandas participante do Espaço Rock no mês de abril:




- Sheep


- Insert Rock


- Veludo Branco

Mr. Gonzo e Cesar Matuza - Veludo Branco


A banda Veludo Branco desembarca em Manaus no fim deste mês para uma agenda de 3 shows(Motorock, Vitrola Music Hall e Caverna Rock Café, confira aqui em breve) divulgando o seu primeiro trabalho “Veludo Branco Rock n Roll”. O disco foi considerado um dos melhores de 2010, segundo o blog www.somdonorte.com.br do jornalista, crítico musical e produtor cultural Fábio Gomes.



Os ingressos serão vendidos ao preço de R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)


A cobertura do evento será feita pleo Blog e WebTV Roraimarocknroll.


“Produção Cultural é Tecnologia Social”



Por Sandro Nine – Manifesto Rock / Cuia Coletiva



Twitter: @manifestoam


Fotos: Roraima Rock n Roll e Acervo Manifesto Rock

Leia Mais

Evento Multicultural " Banquete dos Mendigos"


O evento “O Banquete dos Mendigos” nasce com o propósito de ser um projeto aglutinador, artístico, informativo e conceitual, no entanto, de maneira simples e não-didática. Contribuirá com a divulgação e a propagação da arte em geral, com especificidade na cultura urbana e popular, jovem e de vanguarda – criando uma estética a partir da valorização dos “costumes-barés”, da poesia feita na mesa do bar, das músicas que até então não foram apresentadas publicamente – desses artistas que fazem da sua vida, a sua arte.


Além de valorizar as produções artísticas de Manaus, o evento visa estimular o fazer artístico em lugares não-convencionais aproximando diferentes gerações de artistas, sugerindo uma proposta de intercâmbio artístico-cultural. É importante ressaltar que o projeto surge de maneira não-partidária, não-institucional e não-patrocinada – a chancela de realização é atribuída à coletividade artística que participará de modo colaborativo, aos técnicos e produtores voluntários.


Diante de tantos eventos que homenageiam artistas e bandas nos chamados ‘tributos’ e ‘especiais’ surge “O Banquete dos Mendigos” a partir da necessidade em propor uma mostra – que refletisse a realidade de artistas independentes, individuais ou que trabalham coletivamente. Os artistas foram convidados pela conceitualidade, pelo compromisso e sinceridade de suas criações – preocupados em narrar a sua própria história, rompendo definitivamente com os mitos e padrões de que para a arte se restringe apenas aos lugares convencionais, “rooms cult” e as sistematizadas galerias da cidade.


Nesta primeira edição-laboratório, o evento visa colaborar com o mapeamento do fazer artístico-alternativo: Música, artes visuais, poesia, dança, criações e instalações, fotografia, performances, linguagens audiovisuais e publicações alternativas farão parte deste encontro multicultural.


Mais de 50 artistas estão confirmados, entre eles:


Show Musical com a Banda Catraia, que lançará seu primeiro disco com o título “O Começo de Tudo” intercalado por participações especiais dos artistas:


Adriano Furtado, Arab, Artur Farrapo, Black Dino & Cia, Bob Medina, Cabanos, Conexão Zona Norte, Casa de Caba, Fernando Domingos, Fileira, sua Gaita e Weber Soares, Fino e Mensagem Positiva, Géssica Lima, Jimmy Chrystian, Jorge Bandeira, José Batista, Juliana Saad, KK Bonates & Grupo Cativeiro, Laís Oliveira, Lucinha Cabral & Marinho Simões, Maiara Carvalho, Márcia Siqueira, Márcio Santana, Marcos Ney, Marcos Tubarão, Max Caracol, Mazo, Mestre Gato, Ney Metal e Erick Dammon, Nonato Tavares & Cia. Vitória Régia, Odacy Oliveira, Ricardo Prema, Rodrigo “Fanta” Frazão, Sálvia Divinorium, Turenko Beça e Vagner Castro.


Por acreditar na arte como fruto da sensibilidade humana e que por meio dela podemos proporcionar conhecimento, contribuir no processo evolutivo do ser humano e valorizar a arte qualitativa e quantitativa produzida na cidade de Manaus, assim como seus criadores, solicito parceria no sentido de divulgação ao evento “O Banquete dos Mendigos.


Por Marcos Tubarão - Idealizador do Projeto e Colaborador do Manifesto Rock Blog




Evento Multicultural “Banquete dos Mendigos”


Local: Em baixo do Viaduto da Constantino Nery


Ponto de Referência: Em frente ao Olímpico Clube


Data: Sábado, 16 de abril de 2011


Horário: 20 h


Couvert Opcional: R$ 1,00


Mais informações:

(92) 9182-1453



Leia Mais

13/04/2011

PROFANAS PARTY Deste Sábado Promete Fugir do Marasmo!

Os rockers de Manaus acabam de ganhar mais uma opção de entretenimento para este final de semana. E a festa que ocorrerá neste sábado, dia 16 de abril, promete não deixar ninguém parado, fugindo totalmente da mesmice. Estou falando da Profanas Party! Surgida da mente de dois amigos de rolés, Thiago Waughan e Wescley Moraes, que num domingo de ressaca – após uma festa de sábado – resolveram ir num barzinho tomar umas cervejas na hora do café. Os exímios conhecedores da atmosfera etílica analisaram os rolés da cidade e tiveram as bases necessárias para idealizar uma festa diferente, a Profanas Party.


A Profanas Party tem como objetivo unificar no mesmo ambiente de interação várias tribos culturais alternativas, pops e undergrounds, do eletrônico ao rock. A idéia de um evento experimental como esse nos traz várias reflexões, a principal delas é a quebra de alguns tabus, preconceitos e mostrar que nós, seres humanos, somo iguais independente do que gostamos de ouvir, de pensar e de se vestir; e que o respeito entre a diversidade não deve ser sinônimo de distância e sim de unidade dentro daquilo que chamamos de “expressão cultural”, que por si só significa pluralidade, que em nossa sociedade só é possível existir com liberdade e respeito. Esse diálogo interestilos é uma verdadeira troca de experiências positivas e que merece nossa atenção. Como dizem os próprios idealizadores da festa: se você obedecer todas as regras (os padrões impostos, os ditames sociais, os conceitos esteriotipados), você vai perder toda a diversão! Por isso, profane e liberte-se! O que podemos esperar da festa? Muitos drinks próprios, inspirados em nomes de filmes e músicas, como o Cherry Bomb.


O som fica por conta dos DJ’s Diego Alejandro, Thiago Antony, Vivi da Hora, Thiago Waughan e Luiz Burton tocando hits de grupos como Bjork, Blutengel, Clan of Xymox, Crystal Castles, DaftPunk, Justice, Katzenjammer Kabaret, Vive La Fete, Klaxons, LadyTron, Marilyn Manson, Rammstein, Siriusmo, Static X, Suicidal Romance, The Prodigy, The White Stripes, Tristesse de la Lune e outros. É do Eletro-Rock, Dark Cabaret, Indie e vai até as Divas do Pop.


A festa oferece não apenas uma diversidade musical exótica como também a oportunidade de conhecer coisas novas no underground e do cenário alternativo em geral, que pouco espaço tem para ser divulgado, mesmo com tanta qualidade (coisa muito comum numa mídia viciada em jabás criminosos que pouco espaço oferece ao alternativo).


A Profanas Party vai rolar na noite deste sábado, dia 16 de abril, a partir das 22h, na academia de dança Passo a Passo, que fica na rua Tapajós 668 – Centro, próximo à Prod Imagem. A entrada custa R$10,00. É literalmente pra se jogar!


Siga e acompanhe todas as novidades via Twitter >> @ProfanasParty Promoções: Comente a foto e concorra a um par de ingressos: http://twitpic.com/4illrj Mais informações na comunidade Orkut: Profanas Party


Por Marcelo Couto

Leia Mais

12/04/2011

Arte Urbana invade Galeria do Largo

Temporada de exposição 2011 da Galeria do Largo inicia cheia de energia com ‘Volts’, uma exposição coletiva de escritores de grafite.



A Galeria do Largo reabriu suas portas, dia 25 de março, com a exposição ‘Volts’ que conta com a participação de nove artistas do segmento street art e curadoria de Turenko Beça. O espaço cultural teve uma de suas salas inteiramente modificada, suas paredes foram revestidas e pintadas da cor de concreto para receberem a arte coletiva e inédita desses nove jovens writers (escritores de grafite), que pela primeira vez terão seus trabalhos expostos em uma galeria de arte. O evento é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de cultura e tem o apoio cultural Suvinil.


Os writers irão criar coletivamente os trabalhos para esta exposição. Eles preencherão todas as paredes com escrituras e desenhos de grafite, cada um contribuindo com seu estilo, numa arte inteiramente livre. Dos nove artistas, sete são do Estado do Amazonas e dois são convidados do Rio de Janeiro e São Paulo. Com uma linguagem muito própria e contemporânea eles fazem das ruas seus museus, onde registram seus trabalhos. Usam os espaços públicos para deixar protestos, mensagens positivas, muitas vezes, revitalizando lugares desvalorizados.


Realizar uma exposição de grafite na Galeria do Largo é uma forma de equiparar e reconhecer o grafitismo uma arte como todas as outras. Para o secretário de cultura Robério Braga, a galeria é um espaço apropriado para as expressões artísticas e estas sempre serão acolhidas e terão apoio do governo.



Volts


O nome escolhido para intitular essa exposição resume bem o que os visitantes encontrarão. Será uma mostra cheia de cores, energia e dinâmica. Cada writer participante contribuirá com o estilo de sua especialidade. Rogério Arab com a graficonografia, Rodrigo Aúdio com suas inscrições em 3D, Ricardo Prema que investe no semi-wild, assim como Lauro Boxe que usa ainda o style americano. Há também os que são conhecidos por grafitarem personagens, como é o caso de Adriano Caos e Thaizis Izy. Sérgio Ude mostrará seu estilo realista, enquanto que Adriano Tor criará algo de wild-stily moderno e Guilherme Grafi fará um dos seus cenários surrealistas.


O “Volts” fica em cartaz até 14 de maio de 2011.



Serviço:


Galeria do Largo


Rua Costa Azevedo, 290 – Centro (Em frente ao Teatro Amazonas)


Horário: de terça-feira a sábado, das 17h às 21h


Fone: (92) 3631-4786




Fonte:


Carol Calderaro

Produtora Cultural



Entrada Franca !!!

Leia Mais
 
Manifesto Rock - Música, Cultura Pop e Subversão © LDM